Siga, Curta, Compartilhe:

Geral

Congelada há 9 anos, bolsas estudantis da Ufpi são reajustadas

Publicado

em

A Universidade Federal do Piauí (UFPI) anuncia à comunidade acadêmica o aumento das bolsas estudantis pagas pela Instituição. O reajuste mínimo oferecido é de 25%, para bolsas de monitoria e de assistência estudantil, e chega a 75%, para demais benefícios recebidos pelos estudantes. Os novos valores começam a vigorar já neste mês de maio, para pagamentos realizados no mês de junho. O reajuste de bolsas na UFPI não acontecia há 9 anos.

Um estudo sobre o impacto no reajuste das bolsas e a forma como os aumentos serão concedidos foram tema de reunião, nessa quarta (18/5), entre os Pró-Reitores de Planejamento, Luis Carlos Sales; de Assuntos Estudantis e Comunitários, Mônica Arrivabene; a procuradora institucional da UFPI, Edna Magalhães; a coordenadora-geral dos RUs, Sueli Teixeira; e as representantes do Diretório Central dos Estudantes (DCE/UFPI), as discentes Karla Luz e Thays Dias. 

O reajuste mínimo oferecido, correspondente a 25%, é direcionado às bolsas de monitoria, que passam de R$ 400 para R$ 500. Já a atualização no valor das bolsas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC), do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI) e de Incentivo Acadêmico-Profissional compreende reajuste de 75%, elevando os valores de R$ 400 para R$ 700. O reajuste entra em vigor já a partir deste mês de maio, com pagamento respectivo em junho.

Assistência Estudantil

Nas bolsas oferecidas pela PRAEC, pagas com recursos do Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES), o aumento de 25% elevará de R$ 400 para R$ 500 benefícios como Bolsa de Apoio Estudantil (BAE), Bolsa de Inclusão Social (BINCS) e Auxílio Creche. Além disso, também aumentam os Auxílio Residência dos campi fora de sede, que passam a ser R$ 500 e do Campus de Teresina, que sobe para R$ 750. Já o Auxílio Inclusão Digital (AID) permanece no valor de R$ 130, em virtude da estabilidade dos valores cobrados pela oferta de internet no Piauí.

Extensão

Os benefícios do Programa Institucional de Bolsa de Extensão (PIBEX) e do Programa Institucional de Bolsas da Orquestra e Coral da UFPI (PIBOC) terão aumento gradativo de R$ 50, mensalmente, a partir deste mês de maio, ficando a quantia de R$ 450, que evolui até atingir, em outubro, R$ 700, valor definitivo para o reajuste oferecido. 

O Pró-reitor de Planejamento, Luis Carlos Sales, esclarece que o reajuste representa um esforço da Administração Superior da UFPI que, mesmo sem dispor de reajuste de recursos específicos do orçamento direcionados às bolsas, decidiu alocar os valores de outros despesas para atualizar as bolsas. “A UFPI faz esse esforço para promover um reajuste entre os valores que a comunidade acadêmica recebe. Entendemos que essa é uma demanda dos nossos estudantes, até mesmo para garantir a sua manutenção na Universidade”, explica. 

Nova negociação

Outro ponto acertado durante a reunião entre a Administração Superior e a representação estudantil é que, no segundo semestre, assim que for anunciado o Projeto de Lei Orçamentária (PLOA), com a previsão do orçamento da Universidade para 2024, haverá novo diálogo sobre a possibilidade de elevar reajustes concedidos. 

Fonte: Ascom

MAIS LIDAS

Copyright © - Desde 2008. Portal Walcy Vieira. WhatsApp (86) 99865-3905