Siga, Curta, Compartilhe:

Geral

Sesapi emite alerta sobre nova subvariante da Ômicron

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi), através do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) e da Coordenação de Epidemiologia, emitiu um alerta epidemiológico de extrema importância relacionado à nova subvariante da Ômicron, conhecida como EG.5. O objetivo da nota é orientar os órgãos de saúde em todo o estado sobre as medidas necessárias para lidar com essa nova variante do vírus.

Até o momento, o Piauí não registrou nenhum caso de Covid-19 relacionado à subvariante EG.5. No entanto, a Sesapi enfatizou a necessidade de estar preparado para possíveis mudanças no cenário epidemiológico, conforme recomendado pelo Ministério da Saúde.

De acordo com a nota técnica emitida pela Sesapi, a principal recomendação do Ministério da Saúde é aumentar a coleta de testes diagnósticos e fortalecer a vigilância genômica dos casos sintomáticos de Covid-19. Isso é fundamental para detectar precocemente qualquer alteração significativa no comportamento do vírus.

A Sesapi agiu prontamente, solicitando às Regionais de Saúde que façam um levantamento junto aos municípios para avaliar a necessidade de envio de testes para atender à demanda gerada por essa recomendação. A medida visa garantir que o estado esteja bem preparado para monitorar e responder a possíveis casos da subvariante EG.5.

Amélia Costa, coordenadora do Cievs, alertou que embora a subvariante EG.5 ainda não tenha sido identificada no Piauí, é possível que ela já esteja circulando de forma silenciosa no estado, como ocorreu com outras variantes. Portanto, o reforço na testagem é crucial, juntamente com a continuação das medidas de prevenção da doença.

O documento emitido também reforça a importância do calendário de vacinação contra a Covid-19, seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde. Especial atenção deve ser dada aos grupos de risco, que incluem pessoas com 60 anos ou mais, imunosuprimidos, gestantes, população indígena e profissionais de saúde.

Leila Santos, superintendente de Atenção à Saúde e Municípios da Sesapi, ressaltou que manter a vacinação atualizada é a medida mais eficaz no combate à Covid-19. Além disso, ela pediu que as pessoas nos grupos de maior risco sigam rigorosamente as medidas de prevenção e controle não farmacológicas, como o uso de máscaras em locais fechados, mal ventilados ou em aglomerações, bem como o isolamento de pacientes infectados pelo vírus SARS-CoV-2.

A Sesapi está trabalhando de forma proativa para garantir a segurança e a saúde da população do Piauí diante da ameaça da subvariante EG.5 da Ômicron, e destaca a importância da cooperação de todos os municípios e cidadãos para enfrentar essa nova fase da pandemia com responsabilidade e cautela.

Fonte: Ascom/Repórter: Amanda Dourado

MAIS LIDAS

Copyright © - Desde 2008. Portal Walcy Vieira. WhatsApp (86) 99865-3905