Connect with us
Banner Doação

Política

‘Quanto pior melhor: o ódio dos contrariados em Timon’

Publicado

em

“Uma CPI sem provas, só para difamar e espalhar mentiras contra gestores e ex-gestores nas redes sociais. Cadê o relatório final? Cadê as provas?”. A fala do vereador Jair Mayner, no plenário da Câmara Municipal de Timon, Maranhão, caiu como uma bomba na política local.

Foram 180 dias de suposta investigação na CPI da Covid. Sequer, ouviram o que os vereadores de oposição diziam (alardeando na imprensa e redes sociais) que era o principal suspeito, ex-prefeito Luciano Leitoa.

Primeiro foram 90 dias de CPI, depois prorrogado por mais 90, como reza o Regimento Interno da Câmara Municipal de Timon. Quase todos os dias divulgavam notas em blogs dizendo que em Timon teriam ladrões do dinheiro da Covid. Não pediram, sequer, uma quebra de sigilo bancário, fiscal ou telefônico. Marcaram para o último dia o depoimento do ex-prefeito Luciano Leitoa.

O ex-prefeito compareceu a Câmara para o que seria o seu depoimento. “O circo estava armado. Dos integrantes da CPI, só dois estavam presentes (Neto Peças e Juarez Morais). Alegaram que o sistema de som apresentou problema de última hora. Esqueceram de combinar com os outros integrantes da CPI que, sequer, compareceram a Câmara. Será que eles sabiam que o som iria apresentar problema? Por qual motivo não avisaram ao ex-prefeito para ele não dá viagem perdida?”.

Não ouviram o ex-prefeito Luciano, nem fizeram um relatório dentro do prazo legal autorizado pelo Regimento Interno da Câmara: 180 dias.

CIRCO DE HORROR

O vereador Ullisses Waquim (filho da ex-prefeita Socorro Waquim) era o presidente da CPI da Covid. Passou o ano de 2021 protagonizando “presepadas” dignas de envergonhar um parlamento que preza pelo desenvolvimento de Timon.

Pulou muro de escola que estava com o portão aberto, numa tentativa de jogar o “pepino” criado pela própria mãe que construiu a escola apenas para 4 alunos, sem realizar um estudo de demanda (clique aqui e leia mais sobre o assunto).

Usou a CPI para tentar destruir reputações de políticos que não são aliados da família Waquim.

Protagonizou o engessamento do município, fazendo com que a LOA (Lei de Orçamento Anual) fosse rejeitada e, com isso, Timon não pode fazer previsão de gastos para o ano de 2022 (clique aqui e leia mais sobre o assunto).

Não deixou que o município contratasse um empréstimo para aplicar no desenvolvimento do município.

Por último, Ullisses Waquim foi ao Mercado da Formosa incitar os feirantes e declarar que é contra urbanização e humanização do local. A obra foi um pedido dos próprios feirantes que trabalhavam ao relento, disputando espaço com os carros, no meio da rua.

As façanhas do filho da professora Socorro Waquim foram seguidas pela bancada de vereadores que fazem oposição a gestão municipal.

Por tudo isso, além da pandemia, Timon deverá viver dias difíceis em 2022, sem ter como programar, inclusive, orçamento para investir no desenvolvimento do município. Até mesmo reajuste salarial não tem como ser programado.

Hoje Timon é o único município do Brasil que fecha o ano sem um orçamento previsto para ser aplicado no ano de 2022.

Política

Rafael escolhe jovem piloto para Coordenar a Juventude no Piauí

Publicado

em

O governador eleito Rafael Fonteles (PT), escolheu, na tarde desta terça-feira (06/12/2022), o jovem empresário Everton Alves Calisto para a Coordenadoria da Juventude no Piauí, a partir de 1º de janeiro de 2023.

Everton é irmão da vereadora Elzuila Calisto. O pai, Pedro Calisto, é um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores no Estado. O futuro Coordenador da Juventude é piloto comercial de aeronaves, com pós graduação em gestão estratégica de pessoas; MBA Executivo em Economia e gestão governamental (FGV).

Eventon ocupou os cargos de assessoria técnica no Detran, assessor de projetos na Câmara Federal, assessor técnico na Câmara Municipal de Teresina; foi diretor administrativo e financeiro de uma auto escola e atualmente ocupa o cargo de superintendente executivo da Fundação Wall Ferraz.

Além de Everton, Rafael Fonteles nomeou outros três nomes, nesta tarde de terça-feira, para o seu futuro governo: Zenaide Lustosa (Secretaria das Mulheres), Núbia Lopes da Silva (Superintendência de Relações Sociais) e Maria Assunção Sousa Aguiar (Superintendência de Igualdade Racial e Povos Originários).

Continue Lendo

Política

Chefe da FMS pede exoneração ao prefeito Dr Pessoa

Publicado

em

Nesta manhã de terça-feira (06/12/2022), o médico Gilberto Albuquerque entregou sua carta com pedido de exoneração da presidência da Fundação Municipal de Saúde de Teresina (FMS). Ainda na noite de segunda-feira (05), a Prefeitura de Teresina não sabia da intenção do gestor em pedir exoneração do cargo.

Durante a noite a informação da cúpula da Prefeitura de Teresina era de que “estariam tentando desestabilizar a gestão da saúde municipal”.

Doutor Gilberto alegou que pede demissão devido a necessidade de novos gestores, visto que boa parte de seu pessoal já foi exonerado e ele deixou claro que se sente sozinho.

Continue Lendo

Política

Tão querendo derrubar o chefe da FMS. Alguém quer a vaga dele

Publicado

em

As redes sociais foram contaminadas com falsa informação na noite desta segunda-feira (05/12/2022), dando conta de um suposto pedido de demissão do Doutor Gilberto Albuquerque, da Fundação Municipal de Saúde de Teresina – FMS.

A reportagem do walcyvieira.com buscou a informação verdadeira sobre o episódio e, até o fechamento da matéria (às 22h30min), nenhum pedido de Gilberto Albuquerque chegou ao Palácio da Cidade.

Na realidade o que existe é uma rede de boatos tentando desestabilizar a gestão da saúde no município. “Doutor Gilberto segue firme no comando da Fundação Municipal de Saúde”.

QUEM É GILBERTO ALBUQUERQUE

Antônio Gilberto Albuquerque Brito nasceu no dia 22 de dezembro de 1965, no município de Morro do Chapéu, região de Esperantina. Em 1997, formou-se em Medicina pela Universidade Federal do Piauí

Tem experiência na área de medicina, com ênfase em Gestão Pública, atuando principalmente nos seguintes temas: gestação, vídeocolonoscopia, trombose arterial, endoscopia digestiva alta e urgência e emergência. Tem Residência Médica em Cirurgia Geral e Cirurgia Gastroenterológica.

Já exerceu o cargo de secretário de Saúde na cidade de Barro Duro e foi diretor-geral do Hospital de Urgências de Teresina por 10 anos. Em 2019, deixou a diretoria do HUT para assumir o cargo de diretor-geral do Hospital Getúlio Vargas, cargo este que ocupou até dezembro de 2020, quando assumiu (a convite do prefeito eleito de Teresina, Dr. Pessoa) a presidência da Fundação Municipal de Saúde.

Fonte da Biografia: O Dia

Continue Lendo
Publicidade

MAIS LIDAS

Copyright - Desde 2008. Portal Walcy Vieira. WhatsApp (86) 99865-3905