Siga, Curta, Compartilhe:

Geral

5, 4, 3, 2, 1. Contagem regressiva pra inauguração da maternidade gigante

Publicado

em

O governador do Piauí, Rafael Fonteles, vai inaugurar, na próxima sexta-feira (28/07/2023), a nova Maternidade Dona Evangelina Rosa. Com 293 leitos, a unidade de saúde é a maior maternidade pública do Brasil. A solenidade está marcada para às 8h, na avenida Presidente Kennedy, bairro Morada do Sol.

O Governo do Piauí investiu na maternidade R$ 175 milhões, sendo R$ 129 milhões recursos do Tesouro Estadual, e R$ 46 milhões do Orçamento Geral da União.

A maternidade irá funcionar em duas etapas. Na primeira, entram em operação, logo após a inauguração, os serviços de ambulatório e área administrativa. Em outubro, na segunda etapa, todos os demais serviços serão oferecidos e a nova Evangelina Rosa passará a atender a população com total capacidade.

Dos 293 leitos da maternidade, 174 são de enfermaria; 30 de UTI Neonatal; 30 de UTI Neo Intermediária (UCINCO); 15 leitos UCINCA – Canguru; 20 leitos UTI Adulta; 6 leitos de Observação Pronto Atendimento e 12 leitos de quarto PPP (pré-parto, parto e puerpério).

A maternidade conta ainda com 6 salas de Centro Cirúrgico, e 3 salas do Centro de Parto Normal (CPN), que começam a funcionar no mês de novembro de 2023.

Mais de 20 especialidades

A nova Maternidade Dona Evangelina Rosa contará com mais de 20 especialidades médicas, para garantir a melhor assistência a gestantes e recém-nascidos de alto risco do Piauí. As pacientes que forem reguladas para a unidade terão acesso aos serviços de obstetrícia, pediatria, neonatologia, gastropediatria, neuropediatria, neurologia, neurocirurgia, cardiologia, psiquiatria, endocrinologia, hematologia, cirurgia geral, cirurgia pediátrica, terapia intensiva, oftalmologia, anestesiologia, citologia, genética, ginecologia, radiologia e ultrassonografia.

A unidade também ofertará assistência nas áreas de enfermagem obstétrica e neonatal, psicologia, fisioterapia, nutrição, serviço social, terapia ocupacional, fonoaudiologia, biomedicina, farmácia, engenharia clínica e odontologia.

Salas de parto normal ampliadas

A nova Maternidade Dona Evangelina Rosa contará com um moderno Centro de Parto Normal (CPN). O espaço foi ampliado em relação ao antigo prédio e contará agora com três salas pré-parto, parto e puerpério (PPP) completamente equipadas para prestar atendimento humanizado.

O CPN é caracterizado como Tipo II por estar localizado nas dependências internas da maternidade. A estrutura tem como objetivo oferecer às mulheres e família um acompanhamento, com foco na autonomia da mulher e respeito ao nascer, utilizando práticas baseadas em evidências científicas.

O Centro está inserido nas recomendações do Ministério da Saúde e na Política Nacional de Humanização do Sistema Único de Saúde (PNH/SUS).

“É a maior obra na área de saúde da história do nosso Estado. Vamos disponibilizar o que há de mais moderno e humanizado para atender as mães piauienses e seus recém-nascidos. Este será um avanço considerável para a saúde do Piauí”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Antonio Luiz.

O ambulatório especializado da nova Maternidade Dona Evangelina Rosa funcionará de acordo com as diretrizes de rede de atenção, integrando cuidado por meio de estratificação de risco da atenção primária à saúde para atenção ambulatorial especializada, conforme experiência do Planifica SUS, com atendimento multiprofissional nos circuitos materno e infantil.

“Serão mais de 20 especialidades médicas e equipes multiprofissionais, que fornecerão um atendimento especializado e focado no cuidado dessas mulheres e crianças de forma humanizada, seguindo as diretrizes do SUS”, lembra o superintendente da Rede de Média e Alta Complexidade da Sesapi, Dirceu Campêlo.

Também funcionarão no prédio da maternidade um cartório de registro civil, uma sala especial para o Serviço Atendimento às Mulheres Vítimas de Violência Sexual (SAMVVIS), constituído por uma por equipe multiprofissional (médicos, psicólogos, enfermeira, assistentes sociais e pessoal de apoio) responsável pela atenção integral às mulheres vítimas de violência sexual, entre outros setores.

Banco de Leite vai dobrar capacidade 

O Banco de Leite Humano da nova Maternidade Dona Evangelina Rosa vai dobrar a capacidade de atendimento. O espaço contará com equipamentos novos para garantir a segurança microbiológica do leite conforme a Legislação que regulamenta o funcionamento de um Banco de Leite Humano.

Em média, 30 prematuros recebem leite humano pasteurizado por dia e a coleta externa consegue entre 8 e 10 litros/dia em doações.

Ensino e pesquisa 

A nova Maternidade Dona Evangelina Rosa possui o compromisso com o ensino e a pesquisa, oferecendo um espaço dedicado para essas áreas. O local conta com duas salas de aula, cada uma com capacidade para 50 alunos, e um auditório com capacidade para 100 pessoas. Além disso, há um espaço destinado ao laboratório de simulação realística.

A estrutura proporcionada pela maternidade não se limita apenas à infraestrutura para implementação do ensino e da pesquisa, mas também a sistemas avançados de tecnologia. A nova unidade conta com prontuário eletrônico, favorecendo o processo de pesquisa e agilizando as atividades. Essa proposta demonstra o compromisso em investir em recursos tecnológicos para impulsionar o ensino e a pesquisa na instituição.

A Maternidade Dona Evangelina Rosa é sede de programas de residência médica em obstetrícia das Universidades Federal (UFPI) e Estadual (Uespi), além da residência médica em neonatologia e da residência de enfermagem obstétrica da Universidade Federal. Essas iniciativas fortalecem a formação de profissionais especializados e consolidam a maternidade como um centro de pesquisa na área materno-infantil.

Fonte: Ascom

MAIS LIDAS

Copyright © - Desde 2008. Portal Walcy Vieira. WhatsApp (86) 99865-3905