Siga, Curta, Compartilhe:

Geral

Piauiense é aprovada para estudar a baleia franca

Publicado

em

A estudante do quinto período do Curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Edna Beatriz (foto acima), foi aprovada em um concurso seletivo do Instituto Australis, que visa incentivar o desenvolvimento socioambiental em áreas litorâneas onde há o monitoramento da baleia-franca-austral. A pesquisa acontece por meio de monitoramento nos diversos pontos de observação ao longo do estado de Santa Catarina. 

Segundo a estudante, foi muito gratificante ter conseguido ser uma das selecionadas para o estágio. “Foi um edital aberto para estudantes de todo Brasil, composto por duas etapas extremamente concorridas. Então além de ter sido selecionada, ainda fiquei entre as primeiras colocações. O sentimento é de realização. A ficha ainda não caiu”, declarou. 

Edna Beatriz afirmou que trabalhar com animais silvestres sempre foi seu sonho e que durante seu desenvolvimento acadêmico não chegou a ter contato com animais de vida livre. 

“Sempre quis trabalhar com animais silvestres. Durante meu desenvolvimento acadêmico tive a oportunidade de ter contato com silvestres de diversas formas, mas em nenhuma delas com animais de vida livre. Agora é uma oportunidade sem igual, em que vou ter contato com mamíferos marinhos imensos e espero ser uma alavanca para conseguir me desenvolver ainda mais como futura médica veterinária e pesquisadora”, salientou. 

Pesquisa em Santa Catarina

A pesquisa acontece por meio de monitoramento nos diversos pontos de observação ao longo do estado de Santa Catarina. 

“O monitoramento acontece de forma terrestre, aquática e aérea. Os principais objetivos são a observação da baleia-franca-austral quanto a sua reprodução e comportamento, como ela está interligada à região sul do Brasil e aos demais continentes. Também são feitos projetos de educação ambiental, com turistas no centro de visitação do Instituto. Além de sensibilização ambiental com a população local e das demais regiões do Estado”, pontuou. 

Importância do Intercâmbio

Edna já foi bolsista de PIBIC de edital da Fapepi e  membro do Grupo de Estudos em Animais Selvagens (GEAS) da UFPI. Para a professora Lilian Catenacci, orientadora e coordenadora do GEAS, o intercâmbio é de fundamental importância para os alunos, seja do ponto de vista motivacional, como do ponto de vista profissional. 

“O que nós, docentes, esperamos é que estes exemplos inspirem mais alunos e que os conhecimentos aprendidos sejam repassados aqui na UFPI. Para isso, todo aluno do GEAS que faz estágio em outro local, ao regressar, apresenta uma palestra para a comunidade acadêmica. E também os próprios docentes verificam o potencial de novas parcerias. Todos se beneficiam. Vê-la alcançar este objetivo nos deixa muito felizes. Tenho certeza que haverá muito intercâmbio de experiência e que os conhecimentos chegarão para nossa Universidade com o retorno da aluna”, concluiu.

Fonte: Ascom

MAIS LIDAS

Copyright © - Desde 2008. Portal Walcy Vieira. WhatsApp (86) 99865-3905