Siga, Curta, Compartilhe:

Política

Segurança e geração de renda são destacadas pelo governador no PPA

Publicado

em

O governador Rafael Fonteles participou, na noite dessa segunda-feira (10/07/2023), da abertura do encontro participativo da construção do Plano Plurianual (PPA) 2024-2027, no Blue Tree Tower Rio Poty, em Teresina. O gestor destacou investimentos na segurança pública e geração de renda. O primeiro dia do evento que segue até quarta-feira (12) contou com palestras e a apresentação da ampla programação dos próximos dias.

VÍDEO. Governador Rafael Fonteles

A construção do PPA recebe cerca de 600 pessoas dos 12 territórios do Piauí. O evento ocorre com o apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), que busca destacar os chamados Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O governador destaca que a participação popular é um dos alicerces da gestão. Para ele, a sintonia com os desejos da população fazem parte da construção do orçamento e que isto é levado em conta todos os dias. “Estamos aqui com pessoas dispostas a contribuir com nossa gestão e planejamento. Queremos fazer uma democracia participativa, inclusive na questão orçamentária. Estamos dando uma resposta efetiva para a segurança pública, com aumento de efetivo, investimento em tecnologia e integração das polícias, além do Poder Judiciário. Queremos atingir as metas e também aumentar a renda do povo”, explica Rafael Fonteles.

O plano plurianual é considerada a peça-mãe do planejamento orçamentário do estado. Washington Bonfim, secretário de Estado do Planejamento, ressalta que o PPA dá as diretrizes dos próximos quatro anos com objetivos e metas da administração estadual. “É sempre realizado no primeiro ano e tem vigência por três anos. Essa visão de futuro de médio prazo quer mostrar o desenvolvimento inclusivo e responsável, com transformação digital e redução de desigualdades. Queremos uma virada econômica com a tecnologia e energias renováveis”, analisa o gestor.

Representando o povo piauiense, Maria Gonçalves, do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), defendeu que é preciso construir um planejamento que inclua o povo no orçamento. “Nosso compromisso, enquanto sociedade civil organizada, é que os recursos sejam concretizados na ponta. Nós precisamos de um fundo nacional para que populações atingidas por desastres climáticos, por exemplo, sejam atendidas”, aponta a representante.

Antônio José Medeiros, professor e ex-secretário de Estado do Planejamento, ministrou a palestra magna de abertura. Ele iniciou a fala destacando que “é preciso olhar nossa aldeia pela janela do mundo. Precisamos ter o reconhecimento da sociedade que estamos vivendo, um mundo globalizado. Estamos vivendo um mundo on-line e multimídia. A base da globalização é uma evolução telemática, por meio de computadores e da internet. E a visão de futuro do PPA é que o Piauí seja reconhecido pela excelência dos serviços públicos e pela transformação digital. Precisamos defender um processo civilizatório que cumpra os objetivos de desenvolvido sustentável [ODS]. A intuição do governador Rafael Fonteles em investir em hidrogênio verde faz parte deste processo”.

Sobre o PPA

O PPA estabelece objetivos e metas da administração pública para as despesas dos próximos quatro anos. O documento propõe um plano de médio prazo e é elaborado no primeiro ano de mandato do chefe do Poder Executivo eleito.

As oficinas participativas funcionam como audiências públicas e têm como objetivo avaliar o cumprimento de ações prioritárias definidas na elaboração do PPA, envolvendo governo e povo. Ao longo de junho, a Secretaria do Estado do Planejamento (Seplan) realizou oficinas de dimensão tática com os órgãos de governo para construir as diretrizes setoriais.

Fonte: CCom / Repórter: Lucrécio Arrais

MAIS LIDAS

Copyright © - Desde 2008. Portal Walcy Vieira. WhatsApp (86) 99865-3905