Siga, Curta, Compartilhe:

Geral

Homens do Governo ‘tão nas águas’ para impedir pesca predatória

Publicado

em

A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semarh/PI), em parceria com a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) e o Corpo de Bombeiros, intensificam os trabalhos de fiscalização nos rios Parnaíba e Poti durante o período da Piracema, iniciado em novembro passado e que se estenderá até o dia 16 de março de 2024. O objetivo é impedir a prática de pesca irregular e predatória no período de reprodução dos peixes.

CLIQUE AQUI PARA SEGUIR O CANAL DO PORTAL WALCYVIEIRA NO WHATSAPP

A piracema ocorre quando algumas espécies de peixes nadam, em busca de locais adequados para reprodução e alimentação. Se esse fenômeno for interrompido, a reprodução pode ser prejudicada.

Nos dias 14 e 15 de dezembro, a Semarh, a DPMA e o Corpo de Bombeiros realizaram a Operação Piracema na região do Encontro dos Rios Parnaíba e Poti,em Teresina. A ação resultou na liberação de mais de 200 espécies de peixes, como piau, branquinha, piaba, cascudo e mandi. Paralelamente, foram apreendidos mais de 1.200 metros de redes de pesca, com maior incidência no rio Poti, entre a ponte da Santa Maria e o Encontro dos Rios.

Além da fiscalização dos rios, foram inspecionados condomínios da zona leste da capital, com intuito de verificar possíveis irregularidades no descarte de dejetos, que eventualmente poderão causar a contaminação das lagoas que recebem esses esgotos.

O diretor de fiscalização da Semarh, major Dênio Marinho, destacou o trabalho realizado pela equipe da Secretaria nas operações de fiscalização. “A Semarh continuará realizando essas missões de forma empenhada, além de levar informações e orientações necessárias no sentido de coibir infrações e crimes ambientais”, finaliza o diretor. 

Fonte: CCom / Repórter: Edmilson Silva

MAIS LIDAS

Copyright © - Desde 2008. Portal Walcy Vieira. WhatsApp (86) 99865-3905