Siga, Curta, Compartilhe:

Geral

Até a Transcerrados tá ficando um tapete. Óia aí as imagens!

Publicado

em

A rodovia estadual conhecida como Transcerrados (PI-397) é um importante corredor viário, rota do escoamento de grãos na região do cerrado piauiense, localizada ao Sul do estado. A estrada já recebeu cerca de R$ 100 milhões em investimentos, que estão mudando a realidade local, por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP) mantida pelo Governo do Estado, através da Secretaria da Administração (Sead). A previsão é que, até o final de 2023, sejam investidos R$ 264 milhões.

As obras avançam e seguem o cronograma de execução. Já estão pavimentados mais de 120 km da via, de um total de 276 km da concessão. As intervenções são administradas pela CS Grãos Piauí, empresa concessionária responsável pelas obras. Os serviços abrangem trechos das rodovias Transcerrados (PI-397) e a Estrada Palestina (PI-262), atravessando a região sul do estado e abrangendo 25 municípios que, juntos, representam cerca de 25% da área total do Piauí e população de quase 200 mil habitantes.

Ao todo, esta concessão tem a extensão de 276,80 km entre rodovias pavimentadas, não pavimentadas e em leito natural, abrangendo 61.757,124 km2. Desde que assumiu a gestão da rodovia, a PPP gerou mais de 500 empregos, com prioridade para mão de obra local da região. “Essa é uma obra grandiosa, que altera a realidade de uma importante rota para o transporte de cargas e passageiros na região”, destacou Samuel Nascimento, secretário da Sead.

Entre as melhorias já implementadas pela concessionária, estão: a sinalização vertical e horizontal, limpeza e manutenção das vias e a pavimentação asfáltica de trecho de leito natural. Também foram realizadas obras de drenagem e de elevação da pista em pontos onde eram comuns alagamentos e acúmulo de terra, além da disponibilização de veículos de apoio nos trechos ainda não concluídos. 

De acordo com Monique Menezes, superintendente de Parcerias e Concessões da Sead, a PPP prevê a concessão e preservação de toda a estrada, num investimento total de mais de R$600 milhões, em 30 anos. “Todos esses serviços são para garantir uma boa malha viária e trafegabilidade segura na região”, contou.

Conforme previsto no contrato de PPP firmado, a infraestrutura também inclui a construção de três praças de pedágio, com duas delas já em operação e uma terceira em processo de homologação, além de uma quarta praça de pedágio em fase inicial de construção. Para melhorar a comunicação e segurança ao longo dos 276,8 km da rodovia, foram instaladas 11 torres de radiocomunicação em pontos estratégicos.

Ainda como parte das intervenções, foi montada uma base de Serviços Operacionais (BSO), que é um ponto de atendimento aos usuários onde é possível dar suporte para a manutenção da via e principalmente atender motoristas que trafegam na parte que ainda não recebeu pavimentação. O local dispõe de uma infraestrutura que fornece comodidade à equipe e aos usuários e conta com banheiros adequados para pessoas com deficiência, fraldário, bebedouro, serviços de internet wi-fi, entre outros. 

Além disso, o Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) desempenha um papel fundamental na concessão, disponibilizando guincho pesado e leve, caminhão pipa, caminhão multiuso e dois veículos de inspeção de tráfego. “São disponibilizados veículos, acionados via rádio, e equipe que monitora 24 horas toda a extensão da Transcerrados, verificando problemas e fiscalizando a faixa de domínio”, concluiu Monique Menezes.

Fonte: Ascom

MAIS LIDAS

Copyright © - Desde 2008. Portal Walcy Vieira. WhatsApp (86) 99865-3905