Siga, Curta, Compartilhe:

Política

WD prestigia evento da Confederação das Santas Casas e hospitais filantrópicos

Publicado

em

O trabalho realizado em defesa do setor filantrópico de saúde, pela Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas (CMB), completará, neste ano – em 10 de novembro, 60 anos, mas as comemorações para marcar a data já iniciaram, com jantar que aconteceu nesta terça-feira (7), no restaurante Coco Bambu, em Brasília, ocasião em que foi lançado o selo comemorativo de seis décadas da entidade.

Diversas autoridades do Piauí – terra natal do presidente da CMB, Mirocles Véras – prestigiaram o evento. O ministro do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, representou o governo federal. Estiveram presentes a senadora Jussara Lima, os deputados piauienses Júlio César de Carvalho Lima, Atila Filho, Flávio Nogueira, Florentino Neto Veras e Júlio Arcoverde, além do presidente e o tesoureiro da Federação Piauiense das Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Filantrópicos do Piauí (FEMIPI), Joaquim Barbosa de Almeida Neto e Jorge Ivan Teles de Sousa.

“Foram seis décadas de trabalho e, para honrarmos essa história, traçamos objetivos ousados, mas não impossíveis, unindo poder Executivo, Legislativo, filantrópicos, representantes das mais variadas instituições públicas e privadas de saúde, para ofertar acesso e tratamento de qualidade a todos os brasileiros. Juntos, encontraremos o caminho certo dessa jornada”, disse o presidente da CMB, em seu discurso.

O evento contou também com as presenças da governadora do Distrito Federal, Celina Leão, do senador Humberto Costa, do presidente da Frente Parlamentar das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, Antonio Brito, além de outros deputados federais e senadores. A participação das autoridades permitiu o estreitamento do diálogo e a construção de pautas que fortaleçam as entidades, que tem representatividade significativa na saúde brasileira: dos 7.359 hospitais existentes no Brasil, 1.802 são Santas Casas e hospitais filantrópicos, que atendem a mais da metade da demanda de média e alta complexidade do SUS. Em 830 municípios brasileiros, as Santas Casas e hospitais filantrópicos são o único equipamento de saúde para atendimento de toda a população.

Ainda entre os convidados, o jantar teve a participação de outras federações estaduais que representam as instituições de todo o país, integrantes do Ministério da Saúde e membros de diversas entidades representativas nacionais relevantes do setor de saúde, como da OPAS/OMS Brasil, do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems), Federação Brasileira de Hospitais (FBH), Associação Nacional de Hospitais Privados (ANAHP), Associação Brasileira de Planos de Saúde (ABRAMGE), Associação Brasileira da Indústria de Dispositivos Médicos (ABIMO) e Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde).

Cenários da Filantropia

Na ocasião, foi lançada a primeira edição do boletim Cenários da Filantropia, que será mensalmente encaminhado aos parlamentares, para conhecerem mais a atuação dos hospitais filantrópicos e suas necessidades, a fim de que políticas públicas sejam desenvolvidas para a continuidade dos serviços prestados à população.

O primeiro exemplar do boletim traz um panorama da atuação dos filantrópicos na Saúde Mental. De dezembro de 2021 a novembro de 2022, essas instituições foram responsáveis por mais da metade dos procedimentos de tratamentos clínicos em Psiquiatria do SUS: 53%. No país, dos 227 hospitais especializados em Psiquiatria, 64 são filantrópicos (28%), representando 41% dos leitos existentes para a especialidade.  

“Renovamos a esperança de um novo Brasil e tudo o que desejamos é simplesmente continuarmos na missão de salvar vidas, através do SUS, com amor e fraternidade”, concluiu Véras.

MAIS LIDAS

Copyright © - Desde 2008. Portal Walcy Vieira. WhatsApp (86) 99865-3905