Connect with us
Banner Doação

Polícia

Tenente do tiroteio da morte da menina Vitória entrega a arma para perícia

Publicado

em

A delegada Nathalia Figueiredo, titular do Núcleo de Feminicídio da Delegacia de Homicídios, tomou o depoimento e recolheu a arma de um tenente da Polícia Militar do Piauí que reagiu a um assalto que era praticado contra a manicure Dayane, resultando na morte da menina Débora Vitória, de 6 anos, no início da noite de sexta-feira (11/11/2022), no bairro Ilhotas.

O bandido autor do assalto trocou tiros com o policial – que estava nas proximidades, resultando na morte da filha de Dayane. A polícia faz questão de não disponibilizar o teor dos depoimentos, alegando que tudo ainda está em fase de investigação.

A arma do tenente será periciada para saber se o disparo que matou a criança saiu dela ou da arma do bandido que foi preso horas depois, num cerco montado pela Polícia Militrar do Piauí.

O elemento que anunciou o assalto contra Dayane havia saído do sistema prisional há poucos dias. Rompeu a tornozeleira e estava roubando celulares.

O tenente estava, de folga, nas proximidades do local do assalto. Reagiu o assalto em favor de terceiros, porém, Dayane já deu depoimento publicamente, alegando que já havia entregue o celular ao bandido e que ele nem havia sacado a arma (só mostrado o cabo) e que se o PM não tivesse reagido a filha dela não estaria morta. Disse também que Vitória foi atingida logo no primeiro tiro disparado pelo militar. Depois teve troca de tiros, finalizou.

Mas, para o delegado titular da Homicídios, Francisco das Chagas Costa, o “Barretta”, ainda é cedo para se concluir algo. “O resultado do exame balístico é quem vai informar”.

Polícia

Pancadaria dentro do Shopping Parnaíba, no litoral do Piauí

Publicado

em

 A Polícia Civil de Parnaíba, litoral do Piauí, deverá abrir inquérito para apurar uma pancadaria entre várias pessoas, ocorrida nesta sexta-feira (02/12/2022), na Praça de Alimentação do Shopping Parnaíba, localizado na Avenida Litorânea.

As pessoas envolvidas na pancadaria estavam assistindo ao jogo Brasil e Camarões. Faltando pouco mais de 6 minutos para terminar a partida (quando o Seleção Brasileira tomou o único gol da partida), os ânimos começaram a se alterar.

Foi só o árbitro apitar o final do jogo que o “pau comeu”. Foi gente brigando para todo lado. A confusão só parou quando os seguranças do estabelecimento interviram.

Continue Lendo

Polícia

Corpo de homem encapuzado, pés e mãos amarrados é encontrado em Campo Maior

Publicado

em

Ocorpo de um homem não identificado, foi encontrado na tarde desta sexta-feira (02) com a cabeça encapuzada, os pés e as mãos amarradas na PI-215 entre Coivaras e Campo Maior (PI). 

Segundo informações, o corpo foi encontrado por populares por volta das 14h que logo acionaram a polícia para realizar o isolamento da área. 

Na região não tem marcas de sangue, que pode indicar que o corpo foi desovado no local. O IML foi acionado para fazer a perícia.

Texto: Campo Maior Em Foco

Continue Lendo

Polícia

Condenado a 30 anos o ‘cabra’ que aplicou 6 facadas na ex

Publicado

em

O Ministério Público do Estado do Piauí, representado pelo Promotor de Justiça João Malato Neto, teve a tese ministerial acatada pelo Conselho de Sentença e conseguiu a condenação do réu Cleyton de Jesus Santos a 30 anos de reclusão em regime inicialmente fechado. O julgamento foi realizado na Comarca de Parnaíba nessa quinta-feira, 1º de dezembro. Após o júri, o réu foi encaminhado à penitenciária local.

Cleyton Santos foi julgado pelos crimes de violência psicológica contra a mulher (artigo 147-B, do Código Penal) e tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil, com emprego de meio cruel, utilizando-se do recurso que impossibilitou a defesa da vítima; por ter sido praticado por motivos de gênero (feminicídio); e praticado na presença de parentes da vítima (artigo 121, §2º, II, III, IV e VI e §2º-A, I e § 7º, III c.c artigo 14, II, todos do Código Penal).

Em setembro do ano passado, o acusado participou ativamente da tentativa de assassinato de Mônica Oliveira da Silva, sua ex-companheira, enquanto esta estava conversando com familiares em sua própria residência. A vítima foi surpreendida e violentamente atacada com seis facadas, desferidas à curta distância.

Consta dos autos que o condenado agiu após a vítima ter negado a reconciliação. Ele deslocou-se até a residência da vítima, armado com uma faca, pulou o muro do imóvel, aproximou-se de Mônica de surpresa e aplicou-lhe seis violentas facadas, atingindo-a na sua cabeça, mãos, braço e perna, quase ocasionando a morte dela.

Posteriormente, o acusado evadiu-se do local do fato e fugiu para Brasília, onde foi preso posteriormente.

“Esse crime, à época dos fatos, causou grande repercussão na sociedade de Parnaíba, em virtude de ter sido praticado na presença da genitora e da filha menor da vítima, onde a população clamava por justiça em virtude da violência e da covardia de mais um crime de feminicídio no Estado do Piauí”, diz o promotor João Malato Neto.

Continue Lendo
Publicidade

MAIS LIDAS

Copyright - Desde 2008. Portal Walcy Vieira. WhatsApp (86) 99865-3905