Siga, Curta, Compartilhe:

Geral

‘Dicas da Doutora’ para não morrer esturricado nessa onda de calor

Publicado

em

As altas temperaturas ambientais, provenientes de fenômenos climáticos, têm demandado às pessoas uma série de adaptações em suas rotinas. Hidratar-se na frequência adequada, por exemplo, tem se tornado fundamental para evitar problemas de saúde associados ao calor extremo. Os termômetros em algumas regiões brasileiras chegam a alcançar o patamar dos 40°C. 

CLIQUE AQUI PARA SEGUIR O CANAL DO PORTAL WALCYVIEIRA NO WHATSAPP

Segundo a nutricionista da Hapvida NotreDame Intermédica, Ana Letícia de Mira, nessas condições, o nosso organismo trabalha para manter a temperatura corporal estável. Por isso, elimina mais líquido por meio do suor na tentativa de resfriamento, potencializando a relevância da hidratação. “Andar com uma garrafinha d’água auxilia a manutenção da saúde e ajuda a combater a desidratação”, alerta a nutricionista.

Historicamente, em Teresina, os meses de setembro, outubro, novembro e dezembro são marcados por temperaturas elevadas. No período, a baixa umidade chega a níveis extremos. “Os cuidados com hidratação e proteção solar devem ser redobrados, pois a falta de ingestão de líquidos na quantidade certa pode afetar os rins, a pele, a circulação sanguínea, além de acarretar outros malefícios. 

Informe Publicitário

Outro alerta da especialista da Hapvida NotreDame Intermédica vai para as pessoas que fazem uso de medicação contínua. “A hidratação também tem papel fundamental para que alguns remédios funcionem de forma adequada. Idosos e crianças devem ter ainda mais atenção. Em média, devemos beber 2 litros de água por dia, principalmente quando já passamos dos 60 anos”, acrescenta.

Desidratação: identifique os sinais 

Dentre os sintomas de desidratação, destacam-se dor de cabeça, tontura, mal-estar, fadiga, alteração de comportamento, redução da vontade de urinar e boca seca. “Lembre-se de estar atento e buscar assistência se notar qualquer um deles”, pontua. 

Confira uma lista de alimentos e líquidos saudáveis

1. Água: fonte essencial de hidratação. Carregue sempre uma garrafinha e estabeleça o hábito de tomar pequenos goles ao longo do dia. A necessidade de água é calculada de acordo com seu peso. Basta multiplicar o peso por 35. Ou seja, se seu peso for 70kg, a sua necessidade será de 2,450 litros de água diariamente.

2. Frutas e vegetais: melancia, pepino, alface, morango e melão são ótimas opções para manter-se hidratado, pois contêm uma alta porcentagem de água.

3. Água de coco: Além de ser refrescante, a água de coco é naturalmente rica em eletrólitos, o que a torna uma opção valiosa para reidratação.

4. Chás e Infusões sem cafeína: chás de ervas como camomila, hortelã e frutas vermelhas são excelentes escolhas. Evite chás cafeinados, pois podem ter efeito diurético.

5. Sopas e caldos leves: caldos de legumes ou sopas com alto teor de água são uma maneira saborosa de manter a hidratação e ainda fornecer nutrientes.

6. Eletrólitos naturais: alimentos como bananas e batatas são ricos em potássio, um eletrólito importante para o equilíbrio de fluidos.

É importante, ainda, evitar bebidas açucaradas e cafeinadas, além de alimentos com alto teor de sódio.

Fonte: Ascom

MAIS LIDAS

Copyright © - Desde 2008. Portal Walcy Vieira. WhatsApp (86) 99865-3905