Siga, Curta, Compartilhe:

Entretenimento

Em Teresina, carnaval também foi uma beleza

Publicado

em

Durante quatro dias, os teresinenses puderam brincar e comemorar o retorno do Carnaval, que este ano veio repleto de atividades culturais realizadas em vários bairros e comunidades rurais, através das ações de 30 blocos carnavalescos que receberam incentivos financeiros da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT) e da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC).

Para melhor utilizar os recursos e dar oportunidade igualitária aos blocos, os mesmos participaram do edital de acordo o tamanho esperado do público, eles receberam investimentos que variaram entre R$ 3 mil e R$ 15 mil reais, usado pelos organizadores para garantir toda a estrutura para as apresentações.

Para Ênio Portela, presidente da FMC, órgão municipal responsável por pôr em prática a programação carnavalesca, juntamente com a Comissão Organizadora do Carnaval – COC, todo o projeto foi considerado um verdadeiro sucesso, tanto na organização, como também na participação do povo, que lotou as atividades dos blocos durante os quatro dias de Folia de Momo. Outro ponto positivo destacado por Ênio Portela, foi a participação das famílias, que segundo ele, deixou os ambientes dos eventos mais agradáveis para curtir o Carnaval sem os problemas que geralmente ocorrem em grandes festividades.

“Tivemos blocos com mais de cinco mil pessoas, onde não foram registrados ocorrências policiais e o que não faltaram foram relatos de famílias que pela primeira vez se reuniram em uma grande aglomeração com seus filhos ou netos, isso porque as pessoas entenderam que por ser um projeto novo, tinha que ser algo exemplar para que pudéssemos avaliar e dar continuidade na próxima edição do Carnaval. Queria também enaltecer o prefeito Dr. Pessoa, que desde o início deste projeto, nos deu o aval para seguir em frente, pois para ele, após esse momento pandemico, a população merecia um Carnaval diferente do que a cidade costumava ter, quando a maioria das pessoas deixavam a capital por falta de opções”, ressalta Ênio Portela.

Economia

Somente o Corso, que é a atividade mais popular que antecede o Carnaval, movimentou cerca de R$ 18 milhões de reais, isso de acordo com uma pesquisa realizada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC). São pessoas como a Rossana Uchôa, que fizeram elevar esses números, isso através do empreendedorismo local, que também foi foco da programação carnavalesca de Teresina.

“A Prefeitura de Teresina faz bem em incentivar esses eventos, pois eles movimentam a cidade e acabam sendo uma oportunidade para que nós empreendedoras possamos vender nossos produtos e levar dinheiro para dentro de casa, ainda mais agora, após o término das restrições sanitárias. Notei também que espaços antes esquecidos, hoje estão sendo movimentados, espero que essa gestão continue assim, pois precisamos de mais e mais atividades culturais interligadas com o setor empreendedor local”, disse ela.

Último dia de Carnaval

O último dia de Carnaval foi marcado pelo Bloco Tan Dan Dan, que reuniu centenas de crianças na Praça 16 de Agosto, no bairro São Cristóvão, na zona Leste da capital. Também houve no Centro, o Bloco Miguelência que animou o público com muito samba, e ainda o Bloco Batukada no bairro Promorar, que ofereceu um Carnaval alternativo para os moradores da comunidade.

MAIS LIDAS

Copyright © - Desde 2008. Portal Walcy Vieira. WhatsApp (86) 99865-3905