Connect with us
Banner Doação

Polícia

Até o bispo foi vítima de bandidos digitais. Cuidado!

Publicado

em

Com quase 2 mil seguidores no Instagran, o bispo a diocese de Caxias, Maranhão, Dom Sebastião Lima Duarte, anunciou que sua página foi invadida por crakes que passaram a anunciar vendas de vários produtos.

“Eu não estou vendendo nada”, disse o bispo, pedindo para seus fiéis e seguidores desconsiderem as publicações.

Dom Sebastião não procurou a polícia, mas nas delegacias locais existem muitos casos parecidos sendo investigados.

Dom Sebastião Lima Duarte, é natural de Carutapera (MA), onde nasceu em 3 de abril de 1964.

Estudou Filosofia e Teologia no Instituto de Estudos Superiores do Maranhão (1985-1991) e depois foi para Roma, onde estudou Patrística no Instituto Patrístico Augustinianum (1995-1998).

Foi ordenado sacerdote em 30 de novembro de 1991 e incardinado na Diocese de Zé Doca (MA), onde serviu como pároco, administrador diocesano, coordenado diocesano de pastoral, reitor do Seminário Maior, coordenador da Pastoral de Liturgia, professor de Patrística e História da Igreja Antiga no Instituto Superior do Maranhão e vigário geral.

No dia 7 de julho de 2010, foi nomeado Bispo de Viana e recebeu a ordenação episcopal em 18 de setembro do mesmo anos, tendo como lema episcopal “Fiat voluntas tua”.

Em dezembro passado ele foi assumiu como Bispo de Caxias. Hoje quem entra em seu Instagran encontra diversos produtos a venda.

Polícia

Pancadaria dentro do Shopping Parnaíba, no litoral do Piauí

Publicado

em

 A Polícia Civil de Parnaíba, litoral do Piauí, deverá abrir inquérito para apurar uma pancadaria entre várias pessoas, ocorrida nesta sexta-feira (02/12/2022), na Praça de Alimentação do Shopping Parnaíba, localizado na Avenida Litorânea.

As pessoas envolvidas na pancadaria estavam assistindo ao jogo Brasil e Camarões. Faltando pouco mais de 6 minutos para terminar a partida (quando o Seleção Brasileira tomou o único gol da partida), os ânimos começaram a se alterar.

Foi só o árbitro apitar o final do jogo que o “pau comeu”. Foi gente brigando para todo lado. A confusão só parou quando os seguranças do estabelecimento interviram.

Continue Lendo

Polícia

Corpo de homem encapuzado, pés e mãos amarrados é encontrado em Campo Maior

Publicado

em

Ocorpo de um homem não identificado, foi encontrado na tarde desta sexta-feira (02) com a cabeça encapuzada, os pés e as mãos amarradas na PI-215 entre Coivaras e Campo Maior (PI). 

Segundo informações, o corpo foi encontrado por populares por volta das 14h que logo acionaram a polícia para realizar o isolamento da área. 

Na região não tem marcas de sangue, que pode indicar que o corpo foi desovado no local. O IML foi acionado para fazer a perícia.

Texto: Campo Maior Em Foco

Continue Lendo

Polícia

Condenado a 30 anos o ‘cabra’ que aplicou 6 facadas na ex

Publicado

em

O Ministério Público do Estado do Piauí, representado pelo Promotor de Justiça João Malato Neto, teve a tese ministerial acatada pelo Conselho de Sentença e conseguiu a condenação do réu Cleyton de Jesus Santos a 30 anos de reclusão em regime inicialmente fechado. O julgamento foi realizado na Comarca de Parnaíba nessa quinta-feira, 1º de dezembro. Após o júri, o réu foi encaminhado à penitenciária local.

Cleyton Santos foi julgado pelos crimes de violência psicológica contra a mulher (artigo 147-B, do Código Penal) e tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil, com emprego de meio cruel, utilizando-se do recurso que impossibilitou a defesa da vítima; por ter sido praticado por motivos de gênero (feminicídio); e praticado na presença de parentes da vítima (artigo 121, §2º, II, III, IV e VI e §2º-A, I e § 7º, III c.c artigo 14, II, todos do Código Penal).

Em setembro do ano passado, o acusado participou ativamente da tentativa de assassinato de Mônica Oliveira da Silva, sua ex-companheira, enquanto esta estava conversando com familiares em sua própria residência. A vítima foi surpreendida e violentamente atacada com seis facadas, desferidas à curta distância.

Consta dos autos que o condenado agiu após a vítima ter negado a reconciliação. Ele deslocou-se até a residência da vítima, armado com uma faca, pulou o muro do imóvel, aproximou-se de Mônica de surpresa e aplicou-lhe seis violentas facadas, atingindo-a na sua cabeça, mãos, braço e perna, quase ocasionando a morte dela.

Posteriormente, o acusado evadiu-se do local do fato e fugiu para Brasília, onde foi preso posteriormente.

“Esse crime, à época dos fatos, causou grande repercussão na sociedade de Parnaíba, em virtude de ter sido praticado na presença da genitora e da filha menor da vítima, onde a população clamava por justiça em virtude da violência e da covardia de mais um crime de feminicídio no Estado do Piauí”, diz o promotor João Malato Neto.

Continue Lendo
Publicidade

MAIS LIDAS

Copyright - Desde 2008. Portal Walcy Vieira. WhatsApp (86) 99865-3905