Siga, Curta, Compartilhe:

Geral

Governo quer lixão zero no Piauí e ponto final

Publicado

em

Equipe técnica do Instituto de Águas e Esgotos do Piauí (Iaepi), prefeitos e secretários municipais do Meio Ambiente visitaram usinas em Santa Catarina, no sul do país, para entender sobre processamento e reciclagem integral de lixo. O objetivo é conhecer o projeto para futura aplicação no estado.

O Governo do Estado espera dar fim aos lixões que tanto prejudicam o meio ambiente. No Piauí já existe um consórcio intermunicipal onde 15 prefeituras participam, há uma previsão de instalação de uma unidade de reciclagem integral do lixo em Piripiri, no norte do Estado.

O diretor-geral do Iaepi, Magno Pires, informou que a comitiva piauiense foi conhecer o funcionamento de uma usina em São Bento do Sul (SC) e depois se deslocou para Pomerode (SC) para ver um consórcio intermunicipal nessa região em que 15 municípios participam há 25 anos.

O gestor disse que essa usina faz o beneficiamento integral do lixo. “ Não sobra nada, ela faz gás, fertilizantes, telhas, tijolos e piso para casa. Esta empresa é capitaneada pela Archea, uma empresa da Alemanha que tem 158 unidades no mundo, inclusive a usina é em Góia, na Índia, e processa por dia 200 toneladas de lixo. Nós temos no Brasil 8 unidades da Archea, a nona vai ser em Piripiri (PI), com investimento de R$ 18 milhões por parte da empresa”, pontua Pires.

A comitiva piauiense retribuiu a visita do prefeito de Pomerode, Ercio Krik, que esteve em Teresina com o governador Rafael Fonteles. Segundo o diretor-geral do Iaepi, a usina no Piauí deverá funcionar dentro de 8 a 10 meses e vai processar 170 toneladas de lixo por dia, o que equivale ao lixo diário recolhido dos 15 municípios do Consórcio Intermunicipal Meio Norte. “A usina vai empregar pelo menos 180 pessoas em Piripiri. Estamos diante de uma tecnologia nova no Brasil”, ressalta Pires, lembrando que está bastante satisfeito como o governador Rafael Fonteles por viabilizar a instalação dessa usina em Piripiri, investindo cerca de R$ 550 mil na unidade.

As prefeituras entregarão os resíduos sólidos na porta da usina. Esse consórcio foi aprovado durante audiências públicas. “Todas as Câmaras Municipais aceitaram os nossos objetivos, assinaram um termo de cooperação técnica dando total liberdade para negociar a construção da usina de beneficiamento integral de lixo em Piripiri”, finaliza Magno Pires.

Fonte: CCom / Repórter: Edmilson Silva

MAIS LIDAS

Copyright © - Desde 2008. Portal Walcy Vieira. WhatsApp (86) 99865-3905