Siga, Curta, Compartilhe:

Esportes

Piauí é três vezes campeão brasileiro de Kungfu Wushu em Santa Catarina

Publicado

em

Com o apoio do Governo do Estado do Piauí, por meio da Secretaria dos Esportes, os atletas piauienses seguem conquistando medalhas em campeonatos Brasil afora. Desta vez, a seleção piauiense de Kung Fu Wushu trouxe três medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze como resultado na participação no 33º Campeonato Brasileiro de Kung Fu Wushu, ocorrido no período de 6 a 10 deste mês, em Bombinhas, Santa Catarina.

As medalhas de ouro vieram com Arthur Lima, categoria infantil 39 quilos; João Henrique Santos, categoria Juvenil 60 quilos de 15 a 17 anos e Nilson Paiva, categoria adulto 48 kg. A prata, com Warner Lopes na categoria espada reta, e com o medalhista de bronze Diego Ariel, categoria infantil 56 quilos de 12 a 14 anos.De acordo com o técnico da seleção, Aridiego Pereira, o Estado havia sido campeão brasileiro na modalidade Taolu, e em 2016 o atleta João Gabriel foi ouro na categoria de base. “A conquista na modalidade Sanda veio depois que a gente traçou os planos. Estudamos bastante e buscamos o apoio da Secretaria, fomos acolhidos e começamos a ter mais qualidade de treino. Aqui, lutamos com muita inteligência”.

O preparo árduo, o trabalho incansável e o apoio do técnico e dos parceiros de treino foram lembrados pelos campeões. João Henrique, medalhista depois de três lutas contra atletas de Goiânia, Paraná e São Paulo, revela que desde o ano passado, depois da estreia dele no Campeonato Brasileiro, trabalha, sem descanso, para esse momento de conquistar uma medalha.

“Foram lutas difíceis.  Fiz pontuação e consegui vencer sem perder nenhum round. A preparação foi bastante importante, o técnico corrigindo erros e estudando o jogo dos adversários, porque sabíamos quais seriam os meus prováveis confrontos. Estudei bastante, porque, além de ser um jogo de contato, tem o estudo das estratégias. Cumpri as estratégias traçadas e venci. O foco agora é manter o rendimento e deixar o Piauí sempre no topo”, disse João Henrique.

O atleta Nilson Lima, também medalha de ouro, comemorou a preparação e o bom resultado. “A preparação foi ótima, foi a todo vapor. O plano agora é conseguir vaga no time titular da seleção brasileira e conseguir lutar no Sul-americano, no Pan Americano e assim por diante”.

Para chegar ao primeiro lugar do pódio, o atleta Artur Lima, medalha de ouro na competição, fez duas lutas. Na semifinal, o duelo foi contra o atleta de Santa Catarina e contra a torcida, já que a disputa era na casa do adversário. “Mas ganhei no primeiro round, por nocaute técnico. Na final, lutei contra o Goiás, ganhei os dois rounds e me consagrei campeão brasileiro”.

Warner Lopes, campeão em competições como o Norte/Nordeste e Sulamericano, além de vice-campeão brasileiro em Santa Catarina, venceu os atletas campeões mundiais que acabaram de competir na China. “Apesar de muitas dificuldades na preparação para chegar até aqui, volto com a medalha de prata. Mais uma vez entre os melhores do Brasil e do mundo, o que me rendeu índice técnico para ser convocado, novamente, para os treinos da Seleção Brasileira, da qual fazia parte até 2018, antes de eu parar de competir, por falta de apoio. Agora é treinar para os campeonatos Sulamericano e o Brasileiro do ano que vem”.

As diversas modalidades esportivas estão sendo contempladas com vários programas e projetos da Secretaria de Esportes do Piauí (Secepi). De acordo com a secretária Josiene Campelo, a meta é ampliar ainda mais o apoio e patrocínio aos atletas, que vão a outros estados para ganhar incentivos. “Queremos mudar essa realidade, pois o Piauí tem potencial esportivo gigante. No esporte, o governador Rafael Fonteles e a equipe da Secepi trabalham para cada vez mais poder apoiar e patrocinar nossos esportistas”, disse.

Fonte: Ascom / Repórter: Samara Augusta

MAIS LIDAS

Copyright © - Desde 2008. Portal Walcy Vieira. WhatsApp (86) 99865-3905